Reflexão

A vejo como uma criança

Eu a vejo como uma criança mimada, desejando ter coisas, fazendo birra por não ter.

Mas ela tem 27 anos, já é casada, não trabalha fora, não cozinha, não limpa a casa sozinha.

Ela é bissexual, e vive cheia de desejos por mulher, seu marido é homem. Eita homem paciente, tem ouvir ela afinando a voz para falar com ele como se fosse conversar com um bebê.

Ele faz quase todas as vantagens dela, mas está endividado por fazer tantos gostos dela, parece cansado mas continua lá.

Aos meus olhos, parece uma relação fraca, cada um no seu canto, cada um com sua distração. Mas pouco sei da vida deles, prefiro não comentar…

Ela diz para todos que sofre, mas esbanja sorrisos, parece ter a inocência de uma criança, mas é cheia de malícia.

Ela tem toc, transtorno de ansiedade e síndrome do pânico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s