auto estima

Baixa autoestima 

Talvez eu tenha um pouco disso, já me disseram isso. Mas lá no fundo eu nunca quis acreditar, assim como relatei no post sobre autoestima mascarada.  

Sei que já agi daquela maneira, mas sei que é nisso que devo trabalhar e posso melhorar. Ao ler alguns comentários contra tudo que eu disse, me senti mal, então resolvi fazer uma série  sobre autoestima. 

Vamos entender o que é exatamente ter baixa autoestima. 

Características da baixa autoestima:

Insegurança, perfeccionismo, incertezas, falta de confiança na própria capacidade, medo de errar, busca incessante de reconhecimento e aprovação… 

Gatilhos para baixa autoestima:

Críticas, autocrítica, culpa, abandono, rejeição, carência, frustação, vergonha, inveja, timidez, insegurança, medo, raiva, humilhação, perdas, dependência emocional e financeira. 

Muitas vezes achamos que autoestima é só sobre aparência, mas é muito mais que isso. 

Lembrando que o intuito não é julgar atitudes e sim ter o entendimento necessário para lidar com elas. 

Até mais… 

Anúncios
Sem categoria

Autoestima mascarada 

A maioria das pessoas não acreditam que quem gosta de se aparecer, tem problemas com auto estima. Mas se prestar bem atenção, verá que postar várias selfies, dizer que se aceita como é, já uma forma de dizer que esse é jeito que querem ser vistas. 

O empoderamento, está perdendo o sentido, o que era uma forma de fazer as pessoas se sentirem belas naturalmente ou de jeito mais exótico, agora se tornam o jeito de mostrar para os outros aquilo que era apenas dela. Um exemplo disso, são exposições de nudez como forma de expressar, a questão é que cada um exerga do jeito que quer. E as consequências são grandes, o que é belo, se torna pesadelo. Pois fotos se copia e se edita, e auto estima se destrói.

Quem está seguro com o próprio corpo, não fala sobre o tempo todo, não precisa convencer ninguém de que se ama. 

auto estima

Aceitação 

Quando resolvi assumir meu cabelo natural, foi em um momento de desespero. Fazia química em casa, troquei de produto ( foi um erro ) pois queria um melhor resultado, com o tempo o cabelo foi quebrando, até que um dia, tive um corte químico. Com medo de ficar careca, passei a consumir produtos para tratamento e fui influenciada por blogueiras, isso pode ser bom e ruim ao mesmo tempo. Bom, pelo que aprendi, foram várias dicas de como cuidar do meu cabelo e inspirações. Ruim pela pessoa consumista que me tornei, mas isso ocorreu pelo medo de ficar careca, não queria economizar.

Hoje vejo tudo com outros olhos, aceitação não é perfeição. Aprendi que cabelo cacheado pode ser bonito e saudável sem gastar horrores para ter vários cremes, cada um com uma função. Dá para manter a saúde dos fios, com apenas 4 produtos: co wash, creme de tratamento, creme de pentear e um óleo natural.